“Romantismo”, disse Pierpaolo Piccioli, diretor criativo da grife Valentino. “Comecei essa coleção com a ideia de romantismo como força e não como fragilidade”, completou.

Uma coleção minimalista de forma dramática com estampas em aplicações floridas e jacquards. Linhas fluidas, flores em gráficos grandes e poderosos, camadas, cores vibrantes, mas muito sofisticadas.

As flores moldavam os decotes, corpetes ou luvas em tons de preto, branco e bege. Além disso, bordas estilhadas de vestidos e em grandes capas com dobras parecidas com pétalas, davam um toque delicado às peças.

Havia roupas de noite de vários estilos como vestidos cheios de coberturas ou dignos de tapete vermelho e longas túnicas que iam até o tornozelo com uma fina calça de alfaiataria.

 

Confira:

 

Fonte: Vogue Runway.