Spread the love

Por conta da pandemia do coronavírus, ao invés de fazer parte da line-up da Semana de Alta-Costura de Paris, a Valentino resolveu apresentar sua grandiosa coleção de Alta-Costura Outono 2021 em Veneza.

A apresentação aconteceu na área Gaggiandre no Arsenale de Veneza. A estrutura histórica, construída entre 1568 e 1573, é composta por um grande cais duplo interno, que também é onde ocorre a La Biennale di Venezia. “Esta cidade gera genuína e espontaneamente vibrações de arte, teatro, música, arquitetura, cinema e tudo o que tem a ver com criatividade”, declarou Pierpaolo Piccioli, diretor criativo da Valentino. “O desfile usa a bela Veneza como moldura da coleção Valentino Des Ateliers“, completou.

A maison se uniu à La Biennale de Venise para patrocinar o 49º Festival Internacional de Teatro.

Para a coleção de alta-costura Outono 2021, Piccioli tratou do diálogo entre moda e arte, tanto que foi realizada uma combinação entre a criatividade e trabalho das costureiras e artesãs da Maison Valentino combinada com as dos artistas Joel S. Allen, Anastasia Bay, Benni Bosetto, Katrin Bremermann, Guglielmo Castelli, Maurizio Cilli, Danilo Correale, Luca Coser, Jamie Nares, Francis Offman, Andrea Respino, Wu Rui, Sofia Silva, Alessandro Teoldi, Patricia Treib, Malte Penses e Kerstin Bratsch.

“Devemos imaginar Valentino Des Ateliers como um concerto de dois mundos distintos – pintura e alta-costura, arte contemporânea e arte do vestuário – em que as vozes se ouvem antes de se pronunciarem”, declarou o curador Gianluigi Ricuperati, convidado para acompanhar o processo criativo entre as oficinas da Valentino e a dos artistas convidados.

As obras dos artistas contemporâneos foram incorporadas nas peças. O vestido tomara que caia vermelho possuía uma obra sem título de Alessandro Teoldi, cujas criações são feitas a partir de materiais reciclados, em um vestido colado a partir de pedaços de tecido Vermelho Valentino encontrados em seus ateliês de alta-costura.

Havia penas, conjuntos monocromáticos, casacos grandiosos, vestidos de baile majestosos e esculturais, peças com fluidez, além de uma alfaiataria impecável que demandaram várias horas de trabalho.

Depois de um Outono 2021 quase totalmente preto, a explosão de cores foi uma bela surpresa e, claro, não poderia ter faltado o vermelho Valentino.

Assim como na última coleção de alta-costura, as luvas completaram alguns dos looks. Os chapéus feitos por Philip Treacy, lembraram-me dos da coleção de Primavera/Verão 2018.

Os convites foram feitos à mão em papel e papelão sustentável e 100% livre de plástico.

Confira a seleção de looks:

Gostou do post? Compartilhe-o!

Siga-me no instagram: @passarelando

Acompanhe minha página no Facebook: Passarelando

Acompanhe-me no Youtube