Spread the love

Para o primeiro desfile da Moschino em Nova York, Jeremy Scott, diretor criativo da grife, escolheu o Museu do Trânsito do Brooklyn para mostrar a coleção Pre-Fall 2020.

“A moda tem que ser divertida, caso contrário, é bobagem”, declarou Scott à Vogue, que trouxe elementos divertidos como passes de Metrô Moschino como convites.

“Eu queria oferecer um pouco de tudo”, disse Scott, que se inspirou em vários estilos de Nova York para o Pre-Fall 2020 da Moschino.

Havia tweed, flanela, jeans estampa de lenço e militar com elementos maximalistas. Aqui o mais foi mais.

Ternos foram transformados em vestidos e trench coats e jaquetas de couro receberam etiquetas enormes de Moschino Couture.

As joias eram gigantescas, relógios enormes, correntes empilhadas estilo rapper com o logotipo bem grande.

O estilo hip-hop estava nos blusões de cores vibrantes, nas jaquetas estufadas, bolsas e estampas de boombox e bonés gigantes. Algumas das bolsas vieram em vários tamanhos no formato de bonés.

Muitos looks foram usados com mais de uma bolsa como duas mochilas, bolsa pequena e pochete. Como a Moschino sempre traz bolsas diferentonas, as que mais se destacaram na coleção Pre-Fall 2020 foram as que tinham formato de isqueiro, boombox e luva.

As roupas para a noite eram prateadas, repletas de detalhes, com bordados de contas. O toque final foram tatuagens temporárias no pescoço, cortesia de JonBoy. Além disso, havia os looks 100% couro, bem estilo punk, e os que imitavam couro, como uma estampa.

Confira a seleção de looks:

 

Detalhes: Zimbio.