Inspirada em Sonia Delaunay, a coleção Pre-Fall 2019 da Dior é repleta de detalhes artesanais. 

 “Ela fazia parte de um grupo inacreditável de artistas que tentavam se expressar com técnica”, disse Maria Grazia Chiuri sobre Sonia Delaunay, pintora e designer do início do século XX. 

Além do artesanato, há elementos folclóricos e vestidos clássicos inspirados na dança, como na coleção Primavera 2018

rendas delicadas, lã Shetland e pregas de seda (super tendência!). 

Os blazers em formato ampulheta ganham um cinto. Os vestidos transparentes foram usados sobre blusas de gola alta como segunda pele ou saias transparentes com botas até o joelho. 

A paleta de cores é mais sóbria com preto, verde militar e tons terrosos. 

Ao invés das iniciais CD, tivemos as mesmas letras que se encaixavam em bolsas e cintos. 

Os sapatos, botas e outros em estilo mule, foram usados com meias grossas (meia com sapato continua!). 

Pode-se perceber o título do livro “The Subversive Stitch” (O Ponto Subversivo), da historiadora feminista Rozsika Parker, em uma das camisetas, mais um elemento artesanal. 

Confira a seleção de looks:

 

Fontes: Vogue Runway e WWD.