Spread the love

“Eu queria que essa coleção fosse realmente forte, ousada e heróica”, disse Sarah Burton sobre o Outono 2020 de Alexander McQueen.

A história da coleção de Outono 2020 de Alexander McQueen começou com uma visita de Burton ao País de Gales. No Museu Nacional de História de St. Fagans, chamou a sua atenção a Colcha de Wrexham, criada à noite durante um período de 10 anos a partir de 1842.

Dessa colcha resultaram duas peças: um casaco acolchoado multicolorido e um terno. Ambos foram feitos de materiais recuperados das coleções anteriores da McQueen.

Os vestidos pretos com corações vermelhos lembravam a Rainha de Copas da Alice no País das Maravilhas.

As inovações em tecidos também incluíam tratamentos degradados que mudavam de sólido para transparente, sugerindo força e fragilidade.

O vermelho forte das roupas e nos cabelos das modelos também foi de inspiração galesa, uma cor que significa proteção, cura e poder.

As colheres tradicionais galesas, elaboradamente esculpidas em um pedaço de madeira, com motivos sugerindo amor e eternidade, vieram aqui em rendas de guipura, branco puro em jaquetas pretas e em vestidos.

Casacos de alfaiataria bem ajustados, usados com cintos, vestidos lisos adornados com joias, vestidos  de couro envoltos como xales de tartan e, para o final, vestidos de noite com bordados de contos folclóricos medievais.

Confira a seleção de looks:

 

Gostou do post? Compartilhe-o!

Siga-me no instagram: @passarelando

Acompanhe minha página no Facebook: Passarelando