Spread the love

Ian Griffiths se inspirou no estilo de Françoise Sagan para criar a coleção de Primavera 2022 de Max Mara.

Ian Griffiths se inspirou em “Bonjour Tristesse”, romance de Françoise Sagan de 1954, que descreve as férias de verão de um jovem de 17 anos na Riviera Francesa. O estilo de Sagan, apelidado por Griffiths como “beatnik chic”, levou o estilista a adaptar o avental pescador, calças de carpinteiro e a jaqueta de trabalhador para a coleção de Primavera 2022 de Max Mara.

“Ela se recusou a se conformar às normas de vestimenta ou comportamento e o que tenho notado nos últimos anos é que, se você envia um convite para um evento e especifica um código de vestimenta, qualquer pessoa que seja legal ignora completamente o código”, disse o estilista.

A coleção era uma mistura de roupas de trabalho com ready to wear luxuoso e um pouco de beachwear.

Areia, castanho e marinho fizeram parte da paleta de cores, além do preto. Os toques de amarelo e laranja vieram de praias ensolaradas e as peças listradas, dos guarda-sóis.

Havia cashmere dupla face como aventais com grandes bolsos e remendos, peças com detalhes utilitários.

Os tops, que já são tendência absoluta da temporada, apareceram combinados com a alfaiataria impecável da marca.

A leveza ficou por conta do chiffon bordado com penas.

As camisetas de malha, sandálias de solas grossas e tiras vieram como elementos rebeldes.

Confira a seleção de looks:

Gostou do post? Compartilhe-o!

Siga-me no instagram: @passarelando

Acompanhe minha página no Facebook: Passarelando

Acompanhe-me no Youtube

Site | + posts

Bacharela em Direito e apaixonada por moda. Criadora do Passarelando. Escrevo sobre moda, história e arte, além de tendências, dicas, looks de Tapete Vermelho, inspirações para looks do dia e o melhor das Semanas de Moda Nacionais e Internacionais.