O estilista Giorgio Armani resolveu se inspirar nos anos 80 e por muitas culturas como uma ode para a convivência em oposição à exclusão.

Ternos para o dia desenvolvido de maneira e cores mais suaves, como cinza pálido e rosa. Vários tipos de jaquetas e de calças e chapéus de pele falsa.

Uma coleção eclética, jaquetas e vestidos com brilho, com bordados e franjas em contraste com o veludo.

Para as roupas de noite, vestidos em tons mais escuros e um terno brilhante.

Confira:

 

Fontes: Vogue Runway e WWD.