Nesse terceiro dia de desfiles, resolvi trazer: PatBo e Cavalera

 

PatBo

Para o Verão 2020, Patricia Bonaldi trouxe estampas de Portugal, que inspirou a estampa Azulejo Geométrico.  

Primeiro vieram as roupas de praia luxuosas com ar retrô, cintura alta, muitos babados e manga balão, que é uma super tendência.  

Em uma parceria com a Braskem, a PatBo utilizou resíduos de suas coleções anteriores, o material foi reciclado e transformado em fio, usado para a criação de três looks desse desfile. 

Havia uma seleção de peças brancas, algumas com bordados azuis, já de olho nas comemorações de fim de ano. 

O desfile terminou com belos looks monocromáticos, com foco para o pink! 

Turbantes e “toucas de banho”, que vieram ricamente bordadas, e sapatos feitos pela Masqué, completaram os looks. 

Destaque para as clutches que foram assinadas por Nathalie Edenburg e feitas no Amazonas pela Fundação Almerinda Malaquias, que reaproveitou restos de madeira descartada da construção naval. 

Confira a seleção de looks:

Cavalera

Emerson Timba e Léo Bronks chamaram de “Skate, Punk, Jamaica no País do Futebol” a mais nova coleção da Cavalera, a primeira coleção de moda da dupla. 

O casting foi composto quase completamente por modelos negros, além de skatistas profissionais, que desfilaram com seus skates. 

A coleção streetwear veio com influências do hip-hop, utilitarismo e muitas cores da Jamaica, além de estampas étnicas. 

Confira a seleção de looks: