Karl Lagerfeld, diretor criativo da Chanel, criou a visão do Institut de France, construído por Louis le Vau para o cardeal Mazarin na época de 1660. A coleção foi focada na homenagem à cidade de Paris.

Os tweeds, clássicos da Chanel, failles e chiffons evocam as nuances do muro de pedra e calçada ao longo do Quai de Conti sob céus cinzentos, iluminados por bordados incríveis que brilhavam como luzes de um barco no rio Sena.

Lagerfeld apelidou essa coleção de High Profile – saias longas com zíper aberto até a coxa, que revelavam minissaias. Assim como as saias, as mangas também se abrem para os ombros, revelando seda e forros de chiffon acolchoados (puro luxo, né?).

Além disso, as minissaias são repletas de bordados. Uma espécie de folha prateada foi trançada e preenchida com ar para criar uma saia usada com um suéter de veludo preto com plumas brilhantes. Um casaco de veludo preto com forro inteiramente incrustado com flores rosas (ou seja, detalhes luxuosos).

Ah e a noiva Chanel dessa vez usou um look verde com bordados de folhas, como aqueles usados por membros da Académie française.

Confira nossa seleção de looks:

 

Fonte: Vogue Runway.