Chanel, assim como Dior e Louis Vuitton, resolveu apresentar sua coleção Resort 2019 na França. Afinal, por que revelar sua coleção em outro lugar quando você pode mandar construir um grande navio (em tamanho real!!!) no Grand Palais?

Chamamos a atenção para o fato de Gabrielle Chanel, em 1919, ter sido a primeira designer a fazer roupas de férias para seus clientes, apresentando uma coleção fora do calendário sazonal da moda, com vestidos fluidos sem forro, formados a partir de camisas de seda, ou malhas leves adequadas ao clima beira-mar.  Mais tarde, com base nesse sucesso, apresentou as primeiras coleções de cruzeiro em sua loja, na Rue Cambon, em Paris, no final da década de 1920.

As roupas foram vistas como viagem sentimental pelos anos 80, quando Lagerfeld começou a desenhar para a Chanel, e das assinaturas (clássicos da grife) como quilting, tweed, calças de marinheiro, pérolas, casimira escocesa e camélias, que Gabrielle Chanel trouxe à moda.

O navio foi batizado de “La Pausa” em homenagem à casa de férias de Chanel na Riviera Francesa, que recebeu o mesmo nome e pessoas como Salvador Dalí e Pablo Picasso. Em 2005 a grife re-comprou a propriedade e restaurou-a completamente, decorado com Chanel (é claro!).

De forma bem feminina, tivemos ombros arredondados estilo anos 80, jaquetas recortadas, cintura bem marcada, peças oversized, além das bolsas de lona, muitas peças com listras náuticas e outras com “ondas de lantejoulas”. Os acessórios, que também eram temáticos, ficaram por conta de luvas sem dedos, sapatos estilo boneca com solas de borracha (adequada ao piso de iates), meia calça branca, pulseiras (algumas em forma de boia), broches, belly chain, boinas (bem estilo francês…e náutico) e óculos de sol de lentes azuis.

Como parte de nova iniciativa da Chanel, estudantes serão convidados a explorar a coleção dentro do navio e participar de uma aula com o Presidente da Moda, Bruno Pavlovsky. Além disso, 75% do material será reciclado: o aço irá para um comerciante de sucata local, as pranchas de madeiras e as grades serão reutilizadas e o cais será desconstruído e transformado em pasta de papel.

Confira:

 

Confira, ainda, nosso post sobre combinação de cores!

 

Fontes: Vogue Runway e British Vogue.