Spread the love

Virginie Viard teria escolhido o Nouvelle Vague como tema para a coleção de Primavera 2020 da Chanel

O Nouvelle Vague foi um movimento artístico de cinema criado na França, em 1958, como reação contrária às superproduções de Hollywood da época. “Pensei em Kristen Stewart interpretando Jean Seberg e todas as atrizes Gabrielle Chanel vestidas naquela época”, disse Viard. 

O Grand Palais foi transformado em telhados cinza revestidos de zinco falso, com chaminés, canos enferrujados e janelas de telhado, como se fossem telhados da Rue Cambon, para o desfile da Chanel

A maison declarou que os elementos serão reutilizados nas vitrines das lojas. 

No geral, o comprimento das bainhas era curto, desde macacões de tweed a pequenos shorts de seda. Além disso, no final do desfile vieram hot pants pretas usadas com meia-calça preta, cinto de corrente e sandálias de salto baixo, combinadas com suéteres de lantejoulas. 

O jeans se mostrou uma grande aposta para a temporada. Na Chanel, ele veio em cintura alta com jaqueta e suéter listrados e cinto de corrente, bermudas de cintura alta, jeans com pregas e jaqueta com mangas balão. 

Havia estampas tipo horizonte de Paris em vestidos de chiffon plissados para o dia, com cintos na cintura. Já “Chanel Paris” veio em cristais nos punhos. 

Marie Benoliel, youtuber e comediante francesa vestida de tweed com um chapéu e sua bolsa Chanel acolchoada, apareceu na passarela. A modelo Gigi Hadid acompanhou-a para fora do palco. 

Confira a seleção de looks: