Acessório febre das décadas de 80/90, a pochete voltou com tudo nas Semanas de Moda e no street style, passando de brega a must have

A pochete voltou a sair dos armários em 2004, já presente em desfiles de marcas como Chanel, Empório Armani e Hermès. A mistura prática de cinto com bolsa veio em materiais e formatos diferentes, acabamentos mais refinados, de maneira repaginada. 

No início esse acessório era usado por homens, mas a partir da década de 80 e mais atualmente, a pochete tem sido estrela, principalmente, no guarda-roupa feminino. 

Acredito que sua volta se deu por sua praticidade. Além de combinar com vários looks e possuir vários estilos, é uma bolsa que você não precisa ficar carregando, perfeita para o dia-a-dia corrido. Pode ser usada com macacão, vestido, terninho, saia e até no tapete vermelho! 

Igualmente famosas são as bolsas que podem ser transformadas em pochete, tipo um dois em um, que é uma ótima solução pra quem ainda está com o pé atrás. 

 

 

Mostrarei os três tipos diferentes de como usar: 

Pochete como cinto – pode ser pendurada no cinto ou do formato tradicional. Usada com camisa, moletom, saia, vestido…combina com qualquer estilo e cria uma silhueta linda! Nas passarelas, esse modelo foi visto nos desfiles da Chanel, Gucci, Zimmermann, Lanvin e J.W. Anderson. Esteve presente, também, na São Paulo Fashion Week no desfile de A. Niemeyer.

 

Pochete cruzada – um truque das fashionistas para deixar o look super descolado. É recomendado usar quando você precisar carregar muita coisa dentro dela. Foi vista nos desfiles de grifes como Balenciaga, Alexander Wang, Valentino, Givenchy e Osklen

 

Pochete + bolsa – é possível sim usar as duas ao mesmo tempo como em Marc Jacobs e Gucci

 

Fotos: Pinterest. 

 

Voltariam a usar pochete?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...