“Ela deu muito mais visibilidade à marca global e internacionalmente – e o alcance que ela tem é incrível”, disse Michael Russo a respeito da duquesa. A Maison foi fortemente considerada como a escolhida para o vestido de noiva do Casamento Real.

A grande inspiração da temporada foi Jacqueline de Ribes, condessa que gosta de alta-costura. Os anos oitenta ficaram por conta da bainha preta fora do ombro em tule preto, que deixava a liga visível e silhuetas estruturadas com ombros e cinturas marcados.

Havia muito brilho e glamour com bustiers rendados e transparência, volumes de plumas e enfeites de lantejoulas de cristal de ouro e prata e fendas generosas. Um vestido caftan de chiffon de cores fluorescentes com uma gola repleta de pedras preciosas foi a peça que mais se destacou.

Confira nossa seleção de looks:

 

 

Fontes: Vogue Runway e WWD.

Gostou? Assine nossa Newsletter e fique por dentro de todas as novidades!