Essa coleção é para mulheres que não gostam de vestido de casamento branco ou que querem algo muito diferente, nada convencional.

“Eu queria explorar a translucidez e o movimento e, obviamente, a cor, mas de uma nova forma”, explicou Vera Wang. Ela quis, inspirada nas pinturas de Johannes Vermeer, entregar-se ao romantismo, mas sem usar branco, renda e saias de baile tradicionais.

A estilista aperfeiçoou o uso da cor e da luz do pintor, com uma explosão sutil de magenta, saindo debaixo de grossa camada de tule, até laços de gorgurão neon e um vestido de cor carmesim (vermelho forte).

O detalhamento frottage (método criado por Max Ernst que consiste na utilização de lápis ou outro instrumento de desenho, fazendo-se uma “fricção” sobre uma superfície texturizada) foi pintado à mão por Rebecca Moses. “Essa foi a única maneira de obter um efeito luminoso, imperfeito, mas com nuances”, comentou Wang.

Além disso, Vera Wang utilizou uma série de peças de tule, concentrando-se no movimento das peças.

Confira:

 

Confira, ainda, nossas outras postagens sobre vestidos de noiva!

Fonte: Vogue Runway.