Julien Dossena, diretor criativo da Paco Rabanne, inspirou-se nos metais e malhas criadas por Paco Rabanne, chamando-o de “artista e artesão no mesmo tempo.”

Variedades de vestidos de malha e plástico, slip dress, saias lápis, feitos com lantejoulas de plástico ou pequenas contas retangulares, todas ligadas por pequenos anéis de metal. Malhas de flores 3D ornamentadas de metal. Outro tinha flores secas reais suspensas em resina. Colocou sobre vestidos de malha esportiva ou fazendo o vestido de metal de estilo crochete, com espaço de sobra. Os itens metalizados também foram misturados com moletons e cashmeres, formando looks ainda mais modernos.

Camisas listradas, caban, casacos masculinos, blazers gigantes de marinha e jeans largos.

Além dos vestidos, também passaram pela passarela saias e blusas de metal, uma diferente da outra.

Ao invés de deixar com cara de anos 60 e de era espacial, Dossena colocou uma vibe anos 90, dos dias de grunge e minimalismo, quando a resposta para fazer qualquer coisa funcionar era colocá-la sobre uma camiseta branca e usar um par de chinelos (principalmente como esses glamourosos vistos no desfile).

Confira:

 

Fonte: Vogue Runway.