Felipe Oliveira Baptista, diretor criativo da Lacoste, inspirou-se num projeto de plantação de floresta no campo de golfe de Chantaco, em Saint-Jean-du-Luz, lançado por Rene Lacoste e sua esposa Simone Thion de la Chaume.

Era início da Segunda Guerra Mundial e foram plantadas 50 mil árvores para poupar os trabalhadores da deportação forçada para a Alemanha nazista.

Baptista adicionou estampas na coleção que marcam o início de projeto cápsula em parceria com a União Internacional para a Conservação da Natureza. A instituição criou em 2010 o programa “Save Our Species”, iniciador de projetos para preservar espécies ameaçadas de extinção.

Para a colaboração, serão feitas dez polos brancas e, ao invés do logotipo do crocodilo, veremos animais ameaçados de extinção como tigre da Sumatra, papagaio Kakapo, tartaruga Burmese e golfinhos Vaquita. Cada modelo é produzido com base no número de animais de cada espécie ainda vivo, um total de 1775 cópias.

Havia claramente uma inspiração esportiva, com roupas com toques dos anos 80 e 90, como jumpers de golfe. Calças de veludo e botas feitas com Aigle, uma das melhores empresas francesas de botas wellington.

Muito bordado, vestidos de malha, saia de lã, casacos oversized, macacão, peças jeans, ponchos e estampas vintage de golfe da Lacoste e de folhas botânicas.

Além disso, a clássica estampa argyle em vestidos e suéteres. Nas cabeças, foram usados bucket hats.

Confira:

 

Fonte: Vogue Runway.