Christopher Bailey, despedindo-se da Burberry, nomeou a coleção Tempo: “sobre o passado, o presente e o futuro” da grife.

Foi uma coleção mais autobiográfica de sua carreira e cheia de simbolismo do orgulho gay e com uma grande doação para instituições de caridade juvenil que apoiam direitos LGBTs e saúde mental. Havia arco-íris em bolsas, pintados em saias, em tênis, chapéus e casacos.

Influência dos anos 80 com ternos de tecido esportivo, jaquetas oversize e coletes. Além disso, ponchos, casacos militares, vestidos de coquetel cintilantes, blusa de lã, casacos com mancha de tinta de tecido e o tartã, estampa característica da marca.

Confira:

 

Fonte: Vogue Runway.